Sucessão Empresarial 

São Paulo, 19/03/14



Seguro de Vida - Sucessão Empresarial

Para maiores informações ligue 11 5072 2065 ou

Email -info@grecoseguros.com.br

O que é seguro Buy & Sell ou Sucessão Empresarial ?
O
Buy & Sell ou Sucessão Empresarial é um seguro de vida em grupo indicado para sócios de uma mesma empresa que se preocupam com a continuidade do negócio mesmo após a morte de um dos sócios, sem ter o risco de ingresso de pessoas na família do sócio falecido, como herdeiros do negócio.

Na morte de um dos sócios a empresa receberá da Cia Seguradora um capital suficiente para comprar a outra parte do sócio que faleceu.

Quem pode contratar o seguro ?
Podem contratar o seguro
Buy & Sell ou Sucessão Empresarial as pessoas físicas que na data de adesão:

  • tenham idade entre 18 (dezoito) e 65 (sessenta e cinco) anos;

  • estejam em plena atividade de trabalho e em perfeitas condições de saúde;

  • sejam membros de uma mesma sociedade limitada, de capital fechado (sem ações em bolsa)

Os proponentes aposentados, desde que, não seja por invalidez poderão contratar este seguro, mediante análise da Proposta.

O que cobre o seguro ?
O
Buy & Sell ou Sucessão Empresarial oferece a seguinte garantia:

Morte (Básica): Garante ao beneficiário do segurado, em caso de morte, desse último, qualquer que seja a causa, o pagamento de uma indenização, no valor correspondente à totalidade do capital segurado individual.

Riscos Especiais
O
Buy & Sell ou Sucessão Empresarial foi desenvolvido de forma a permitir a contratação de seguros de pessoas que exerçam profissões consideradas de maior risco, pratiquem esportes radicais, ou ainda, sejam portadores de algumas doenças consideradas agravadas.

Vale ressaltar que a maioria dos produtos disponíveis no mercado, não aceitam pessoas com estas características. Para que isto fosse possível, a MetLife negociou junto ao IRB (Instituto de Resseguros do Brasil) a comercialização destas garantias.

Para que haja a contratação é necessário a análise prévia.

Alguns exemplos:

Profissões de Alto Risco

  • mineração;

  • transporte;

  • bombeiros;

  • construção civil;

  • trabalhadores de plataformas petrolíferas;

  • militares das forças armadas; etc.
     

Esportes Radicais

  • aviação esportiva (ex: asa delta, pára­quedas);
  • automobilismo;
  • mergulho amador;
  • motociclismo;
  • peão de rodeio;
  • rafting; etc.

Territorialidade
O
Buy & Sell abrange os eventos cobertos ocorridos em qualquer parte do Globo Terrestre, sejam naturais ou acidentais.

Vigência do Seguro
A vigência do seguro
Buy & Sell será de 1 (um) ano, a partir da zero hora do dia seguinte ao do protocolo da Proposta de Adesão, desde que a mesma tenha sido aceita.

Capital Segurado Individual
O Capital Segurado máximo é de R$ 5.000.000,00 (cinco milhões de reais) por segurado. Caso seja solicitado capital segurado superior, a aceitação estará condicionada à análise e aprovação do IRB (Instituto de Resseguro do Brasil).

O estabelecimento do capital segurado está diretamente ligado à participação de cada sócio. Assim, a empresa deverá apresentar o Contrato Social, onde são estabelecidos a divisão de quotas e o último balanço para que seja determinado o valor exato de cada segurado.

Para estabelecer o Patrimônio da Empresa e conseqüentemente o Capital Segurado de cada sócio, não deverão ser considerados parâmetros como Marca, Intelecto, etc.

Beneficiários
A indicação de beneficiário do seguro Buy & Sell será sempre a Pessoa Jurídica, ou seja a empresa da qual os sócios fazem parte. Isso garante que a empresa receberá o valor da indenização no caso de falecimento de um sócio e poderá quitar suas obrigações junto aos herdeiros deste.

A Empresa e os herdeiros estarão resguardados, pois será premissa para a contratação do seguro que o Contrato Social estabeleça a contratação do seguro para que seja utilizado única e exclusivamente para aquisição ou liquidação das cotas que passaria, através de sucessão, para os herdeiros do sócio falecido.

Além disso, é fundamental que conste no Contrato Social que, em caso de morte de um dos sócios, seus herdeiros não se integrariam ao quadro social. Caso o contrato não contenha tal previsão, deve ser alterado, na cláusula de sucessão, estabelecendo que os sucessores receberão em dinheiro o valor da participação do sócio falecido.